feature-easy._V389695753_

Resumo das novidades da Amazon

Eduardo Melo Ebooks, Lançamentos, Notícias Deixe um comentário

Veja também o novo Kindle Paperwhite e o Kindle na versão mais barata 

A Amazon lançou bastante coisa nova e interessante dia 06 de setembro, na Califórnia. Foram dois eReaders (um novo e outro, recauchutado) e quatro tablets (três novos, um recauchutado). Fazemos aqui um apanhado das principais novidades da Amazon e uma breve análise.

As novidades foram as seguintes:

eReaders e Livros

  • Tecnologia de iluminação proprietária no novo eReader Kindle Paperwhite, que ganhou elogios, inclusive na comparação com o Nook GlowLight;
  • Menos preço do Kindle nos EUA passa a ser US$ 69 (com publicidade, no Kindle sem iluminação). Internacionalmente, o menor preço será de US$ 89;
  • O Kindle 3G com teclado continua à venda;
  • Kindle Serials será a versão digital dos romances do século XIX, que eram publicados e lidos de episódio em episódio, ao longo de semanas ou meses. Mais detalhes no TheGuardian;

Tablets

  • O tablet mais barato da Amazon será o Kindle Fire (1ª versão), que custará US$ 159;
  • Os 4 tablets atendem vários segmentos de público e apresentam preços diferenciados de US$ 159 (Fire antigo), US$ 199 (Fire HD 7″), US$ 299 (Fire HD 8,9″) e US$ 499 (Fire HD 8,9″ 4G);
  • Todos os tablets terão preço subsidiado por publicidade, porém será possível para os usuários removerem a publicidade (via Engadget);
  • Whispersync for Voice – um recurso muito interessante, em que será possível alternar entre a leitura do eBook e a audição do audiobook de forma automática, continuando exatamente de onde parou – o exemplo de Jeff Bezos foi “ouvir no carro, ler em casa”;
  • A Amazon aperfeiçoou o sistema dos tablets, inclusive com recursos de controle parental, um “modo infantil” controlado por pais, e uma forte integração entre os serviços que vendem conteúdo da Amazon;
  • X-Ray para filmes: nas versões HD do Kindle Fire, permitirá que o usuário pause o filme e procure mais informações sobre um ator em uma cena, sua biografia, etc.

Ficou evidente que a empresa vê seu futuro nos tablets, ou melhor, no consumo de conteúdo através dos tablets, como Jeff Bezos enfatizou. A estratégia da Amazon é cristalina: comercializar todo tipo de conteúdo através dos tablets. Vídeos, músicas, audiobooks, jogos, aplicativos… e livros. Para a Amazon, não faz sentido privilegiar um aparelho que só permite consumir livros.

Um indicativo mais sutil dessa mudança em direção aos tablets: o novo Kindle Paperwhite não tem alto-falantes ou saíde para fones de ouvido. Foi eliminada, portanto, a função TTS (Text-to-Speech) que permitia ouvir os eBooks no Kindle e era extremamente útil para alguns consumidores, como portadores de deficiências visuais ou motoristas. Para ouvir um eBook, agora será preciso ter um Kindle Fire e ouvir os audiobooks da Audible… ou ficar com alguma das versões antigas do Kindle. Lamento pelos fetichistas apaixonados por eReaders, mas a empresa quer fornecer conteúdo em geral, para toda a família, e indo muito além dos livros… e o objetivo é fazer isso através dos tablets Fire.

Questões técnicas e práticas da produção e marketing de ebooks, serão discutidas por especialistas da área na II Conferência Revolução eBook, que acontece dia 05 de novembro de 2014, em São Paulo. Confira aqui mais informações e inscrições.

Para continuar por dentro deste assunto, assine o nosso boletim semanal por email.

Eduardo MeloResumo das novidades da Amazon

Deixe uma resposta